Programa Pânico na Band fechar 2017 dando um prejuízo de R$ 15 milhões a emissora Bandeirantes

O programa “Pânico” vai realmente deixar à grade de programação da Bandeirantes a partir de dezembro. A direção da emissora paulista já comunicou os representantes do humorístico na sexta-feira passada, dia 20 de outubro, em uma pequena reunião.

De acordo com informações do jornalista Daniel Castro, a atração comandada por Emílio Surita vai fechar 2017 dando um prejuízo de R$ 15 milhões para o canal de Johnny Saad. Isso é só um dos problemas enfrentados pelo programa, que já bateu a Globo no Ibope no passado.

De olho nisso, Marcelo de Carvalho, que sempre afirmou que o grupo do programa fez uma traição com a RedeTV!, quando trocou a emissora pela Band, afirmou que se sente triste pelos muitos talentos do elenco rival que agora poderão ficar sem emprego.

“Eu lamento pelos humoristas que, em sua grande maioria, são bem talentosos”, comentou em entrevista ao jornalista Ricardo Feltrin. “Se eu fosse eles, formaria um grupo e negociaria direto com os canais, sem o Tutinha e o Emílio. Por que dar dinheiro, a fatia do leão para eles, quando os humoristas é que são o verdadeiro show ?”, disparou.

“Em minha opinião, a marca “Pânico” está queimada e nesse novo formato, livres dos dois, eles poderiam ter colocação em várias emissoras”, finalizou, opinando quais são as condições para o humorístico continuar no ar.

Vale lembrar que o “Pânico”, além de não dar o retorno financeiro esperado, ainda conseguiu perder 35% dos seus anunciantes. A atração era líder em merchans tanto na Band quanto na sua época de RedeTV!. Com o passar dos anos o programa foi ficando decadente e insosso.

O humorístico ainda teria mais um ano de vínculo com a Band, mas eles já conversam para rescindir de forma amigável. Antônio Augusto Amaral de Carvalho Filho, o Tutinha, dono da rádio Jovem Pan, é quem responde pela marca “Pânico”.

Foto: Reprodução/ Divulgação

Share on Google Plus

About Ze Felipe

This is a short description